Comida de bar

28/04/2010

 

Duas ou três vezes passamos na porta, olhamos a tabuleta com o menu-degustação do dia e cogitamos entrar. Desistimos. Só que os cardápios eram sempre interessantes e, sabíamos, uma hora não resistiríamos.

E aconteceu justo no 6 de janeiro, dia da Befana. Durante o dia, passeamos sob a chuva de Napoli, assistimos à missa festiva, conduzida pelo Cardeal Sepe, na Catedral de San Genaro e almoçamos uma pizza ali perto, no antiquíssimo Da Michele, dica de um valoroso amigo.

À noite saímos do hotel decididos: o jantar seria em La Stanza del Gusto. Chegamos, nem olhamos a tabuleta, entramos e sentamos. Ato contínuo, pedimos um Barolo Serralunga d’Alba Fontanafredda e demos os primeiros goles. Então abrimos o cardápio: opções bem interessantes, mas… onde estava o menu-degustação do dia? No andar de cima, respondeu o garçom. E assim soubemos que estávamos no bar, não no restaurante.

Mudar ou não, era a questão. Uma escada nos separava dos menus que nos atraíam há dias. Mas isso significava abrir mão das opções que estavam ali, ao alcance da mesma mão, no cardápio do bar.

Ficamos no térreo e pedimos lingüiça de bacalhau, bacalhau frito e salada de coelho. A princípio, o coelho era para minha filha e o bacalhau frito para minha mulher. Mas agora estávamos em clima de bar: cabia compartilhar tudo (o que, de resto, também fazemos em restaurantes, mas esta é outra história).

Assim a noite correu, leve e grata. Com uma lingüiça que trazia, junto com o peixe, escarola, pinoli e passas, e resultava numa combinação delicada e forte de sabores. Com uma salada que trazia bastante azeitona, sem que isso abafasse o gosto destacado do coelho. Com uma espécie de tempurá (era este o nome, inclusive) em que o bacalhau vinha acompanhado de pimentão confitado.

Tudo delicioso. E ficou ainda mais com as sobremesas: torta de chocolate e amêndoa com creme de laranja, cremolata de melão fresco, torta de pistache, chocolate e creme acompanhada de laranjinhas confitadas e geleia. Duas tacinhas de Moscato di Pantelleria completaram gloriosamente nosso jantar de bar.

Quatro meses se passaram desta noite até hoje. Alguns dias depois saímos de Napoli, andamos por outras plagas, retornamos a São Paulo para seguir a vida, agora sem mistificação. Nunca mais fomos a um bar. Mas ando louco para ir e comer de novo algum desses pratos.

La Stanza del Gusto

Via Costantinopoli 100, Napoli

http://www.lastanzadelgusto.com


Anúncios

10 Respostas to “Comida de bar”

  1. tadzio Says:

    Os posts estão quase bissextos seu Alho!
    Mas é sempre bom encontra-los.

    Abs Tádzio

  2. alhos Says:

    Tadzio,
    tudo bem?
    Verdade… É que os dias estão para lá de corridos.
    Espero aumentar o ritmo em breve. rs
    Abraços!


  3. Olá Alhos,
    Estive em Jan. de 2008 no Stanza Del Gusto, foi uma experiência inesquecivelmente saudosa. Comi do bom e do melhor no bar, e trouxe comigo uns tomatinhos do Vezuvio de sabor inigualável! Que bom poder rememorar um lugar tão honesto!! Obrigado.

  4. alhos Says:

    Paulo,
    tudo bem?
    E você chegou a provar a comida do restaurante também?
    Abraços!


  5. Oi Alhos, não eu e mia mama, que estavamos juntos, só ficamos no bar mesmo, e foi uma experiência inesquecivel, mia mama estava meio doente e tomou uma sopa de lentilhas com pancetta super revigorante, eu comi muitos queijos, pasta e vino (depois tenho até que fazer um post sobre eles no meu blog, pq filmei o Chef de lá que era uma figura, nos deu dicas preciosas pra Sicilia onde estavamos indo, e até brincou falando ser uma “catssata” levar a mãe enferma pra uma viagem de trem pela Itália (no inverno)). Rs… good memos!

  6. alhos Says:

    Delícia, Paulo!
    Abraços!

  7. Rodrigo Martins Says:

    Alhos, td bem?

    Leio o seu blog com frequência, gosto muito dos seus posts. Nunca “participei” no blog, mas desta vez queria uma informação sua. Agora no fim do mês vou passar uma noite em Napoli, e queria saber se vc conheceu outros restaurates além deste que vc fala no post. Como tenho uma noite só, quero acertar o lugar. Devo ir ao La Stanza del Gusto ou vc tem outro melhor pra me indicar? Se quiser, pode me responder no e-mail. Grato, Rodrigo.

  8. alhos Says:

    Rodrigo,
    tudo bem?
    Obrigado.
    Não pude ir a muitos lugares em Napoli. Já tinha passado da metade da viagem, o dinheiro encurtava e a Alitalia perdeu minhas malas, fazendo-me gastar aquele dinheirinho extra com roupas de baixo e assemelhados.
    Gostei bastante da Cantina del Sole. O comentário está em https://alhosepassas.wordpress.com/category/cantina-del-sole/ Se tivesse que optar entre ela e o Stanza del Gusto, ficaria com ela.
    Sugiro também que coma uma pizza vera napoletana. Uma passada pela De Michele, antigona, por exemplo, para um lanchinho de meio de tarde. Ou nas pizzarias da Via dei Tribunali (Decumano, por exemplo).
    Abraços!

  9. Rodrigo Martins Says:

    Alhos, muito obrigado.

    Outras pessoas me recomendaram também a Da Michele, vou tentar conhecer.

    Vou ler seu outro post, depois decido. E quando voltar te conto como foi.

    Abs

  10. alhos Says:

    Rodrigo,
    não foi a minha favorita lá, mas é a mais tradicional. Vale a pena provar.
    Depois conte. E, claro, boa viagem.
    Abraços!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: