Meus vinte, hoje

30/08/2011

 

Começou como um desabafo, ao sair de um jantar inexpressivo: ‘Não há, em São Paulo, mais de vinte restaurantes que de fato valham a pena’ — escrevi no twitter.

A cifra é arbitrária. O comentário, idiossincrático. Mesmo assim o repeti mais de uma vez.

Então passaram a me cobrar que fizesse a lista.

Não foi fácil, claro. E ela não representa necessariamente os melhores restaurantes de São Paulo. Três das principais casas da cidade estão ausentes — D.O.M., Maní e La Brasserie de Erick Jacquin — e gosto das três. Apenas não acho que tenham a necessária regularidade, o que muitas vezes torna ruim a relação custo-benefício.

Claro que posso ter esquecido de algum lugar. Assim que lembrar, acrescento. Obviamente, ela está em ordem alfabética. E tem 21 nomes, não vinte.

Finalmente: não custa lembrar que a lista se refere a… hoje. Amanhã pode ser outra.

 

AK Vila

Amadeus

Brasil a Gosto

Chef Rouge

Così

Dalva & Dito

210 Diner

Emiliano

Epice

Fasano

Gero

Ici

Jun Sakamoto

Marcel

Mocotó

Parigi

Picchi

Sal Gastronomia

Tappo

Tordesilhas

Zena Caffè

 

Anúncios

36 Respostas to “Meus vinte, hoje”


  1. Interessante a sua lista. Não moro em São Paulo e portanto não tenho oportunidades de frequentar mais regularmente os restaurantes daí, mas da minha pouca experiência senti realmente falta do Due Cuocchi, um dos meus prediletos e 99% das vezes impecável (embora saiba que você não teve uma boa experiência com o serviço da casa). E gosto um bocado do Chou e do Arturito. Também sinto falta dos tradicionais e sempre ótimos Antiquarius e La Casserole. O AK Villa e o Dalva&Dito para mim são inconsistentes, têm dias bons e dias ruins. Uma pergunta: por que o Pomodori não está na sua lista? Um abraço,

  2. alhos Says:

    Luciana,
    obrigado pelo comentário.
    Vamos lá.
    Acho o Chou um bom restaurante, mas raramente tenho vontade de voltar; não é dos meus lugares favoritos.
    La Casserole é lindo, tradicionalíssimo, mas me decepcionou bastante nas últimas duas visitas.
    Como você disse, tive algumas experiências complicadas no Due Cuochi. Ainda quero fazer uma refeição lá como as que alguns amigos queridos me relatam.
    Discordamos quanto ao Antiquarius. rs Acho a comida pesada e quase sempre desequilibrada; os preços, exagerados.
    Fui seis vezes ao Arturito. Fiz uma ótima refeição, duas boas, duas médias e uma péssima. Em quase todas tive problemas com o serviço desatento e altivo. E acho que os preços são altos demais para o que é oferecido – não me refiro apenas à comida.
    Ainda não tenho uma opinião clara sobre o Pomodori pós-Rueda. Enquanto ele estava lá, a casa estaria sem dúvida em qualquer lista dos preferidos. Hoje não sei. Prefiro esperar mais um pouco.
    Faz algum tempo – a bem da verdade, na “segunda fase” do restaurante – que todas as minhas refeições no Dalva & Dito são bastante boas. O mesmo vale para o AK, de que gostava desde a Mato Grosso e que, após o primeiro mês de ajustes na Vila Madalena, tem se mostrado bastante consistente.
    Abraços!

  3. Fábio Says:

    que lista! Concordo com a maior parte dos seus selecionados. E, mesmo que alguns não estejam na minha lista imaginária dos favoritos, com certeza são restaurantes corretos.
    óbvio que cada indivíduo tem a sua própria lista de prediletos, que varia por diversos motivos, mas também vou deixar a minha opinião: incluiria aí o shin-zushi e o pomodori.
    sem mais. Um grande abraço!

  4. Kelly Says:

    Fui experimentar o almoço executivo do Dalva e Dito. Decepcionante! O mignon veio quase frio!! O galeto e a costela eram gostosos. Não achei nada demais os acompanhamentos. Não valeu a pena.
    Acho que vc deve tentar novamente o Due Cuochi. Tente do Shopping. Acho que a comida de lá é melhor. Gosto muito do risoto ai funghi e do raviolone de gema.

  5. Ricardo Oliveira. Says:

    Alhos,

    Na minha lista, acrescentaria o Fasano e ficaria com 4 principais e na outra lista, retiro Cosi e Zenna, acrescento bar da Dona Onça e Santo Colomba.

    Abs.

  6. Sergio S. Says:

    Alhos,
    interessante sua lista. Dos que conheço, concordo com a maioria. Mas acho que a lista é algo pessoal, e que não se trata de concordar ou discordar.
    Fica para mim o incentivo de conhecer os outros escolhidos…
    Abs,
    Sérgio

  7. Roberta Malta Says:

    fecho com metade da lista. ou quase. bjs

  8. Rafael Says:

    Alhos, e quanto ao Dona Onça ? Não entrou por questão de valor cobrado, qualidade da comida ou por algum outro fator ?
    Abraço

  9. alhos Says:

    Fábio,
    tudo bem?
    Meu problema no Shin Zushi é a falta de alguns preços no cardápio e as informações erradas que já me deram, mais de uma vez, sempre menores do que depois aparece na conta. E o Pomodori está, como disse abaixo, em “fase de observação”. rs
    E é isso. Listas desse tipo têm muito de pessoal e são sempre provisórias.
    Abraços!

    Kelly,
    uma pena essa experiência no Dalva & Dito. Sempre volto aos lugares. Voltarei ao Due Cuochi, claro.
    Abraços!

    Ricardo,
    tudo bem?
    O Fasano está na minha. Santo Colomba me parece meio irregular. Gosto bastante da comida do D. Onça e cogitei incluí-lo, mas não é um lugar em que me sinta muito à vontade – creio que pelo barulho.
    Abraços!

    Sérgio,
    tudo bem?
    Isso: não se trata de lista de melhores ou piores. Mas daqueles lugares de que saio sempre, ou quase sempre, satisfeito.
    Abraços!

    Roberta,
    depois me conte o que sim e o que não.
    Beijos!

    Rafael,
    tudo bem?
    Falei do D. Onça numa das respostas acima. Embora ache meio caro, gosto muito da comida. Falta-me mais prazer em ficar lá, creio que por ser meio barulhento.
    Abraços!

  10. Ricardo Oliveira Says:

    Alhos,

    Fui jantar no “Bionde”, vale muito, cozinha italiana acima da “média”.
    Abs.

  11. alhos Says:

    Ricardo,
    tudo bem?
    Infelizmente minha experiência no Biondi não foi assim. Comentarei em breve.
    Abraços!


  12. Ótima lista. Muitos ainda não conheço e vou colocar na minha. Eu recomendo o “Tomates&Bananas”.
    Abraços
    Daniel

  13. alhos Says:

    Daniel,
    obrigado pelo comentário e pela dica.
    Tentarei conhecer logo.
    Abraços!

  14. Anderson Says:

    Caríssimo Alhos, o Restaurante Sinhá não entra em sua lista? Soube que o JB vendeu o mesmo, porém, ouço que o padrão continua muito bom.

    Abraços

    Anderson

  15. alhos Says:

    Anderson,
    tudo bem?
    Não o incluí, embora goste muito de lá, porque ainda não o visitei após a saída do Julio Bernardo.
    Prometo que, assim que for, reparo a falta.
    Abraços!

  16. Henrique Says:

    Oi Alhos, tudo bem?
    É a segunda ou terceira vez que vejo o Emiliano em algum de seus posts bem avaliado. Engraçado que tive uma refeição razoável lá… Lembro que pedi um risoto que era lindo, servido em formato de duas meias luas (dois sabores), mas que veio servido um pouco frio na minha opinião.
    Já o gnocchi de funghi da Carol também veio ‘mais ou menos’.
    Na época, eu lembrei de uma coisa que acontece muito no RJ – restaurante de hotel nunca é o que se paga.
    Vai ver que foi aquele fim de semana do show do Paul Mcartney – tudo tava cheio em SP e no Emiliano, né?
    Um abs e obrigado pela publicação de sua lista… Top 21, né? Por si só já é um guia.

  17. Buffet Says:

    Gostei da lista!!!

  18. alhos Says:

    Henrique,
    tudo bem?
    Nem sempre as coisas correram bem por lá.
    Ultimamente, porém, fiz ótimas refeições no Emiliano.
    Abraços!

    Buffet,
    obrigado.
    Abraços!

  19. Fábio Says:

    alhos,
    você pode compartilhar com os seus leitores qual é o seu prato predileto no fasano? vou te confessar que, apesar da perfeição das massas, dificilmente alguma coisa consegue concorrer com a costeleta de vitela..

    * compartilharei uma pérola que ouvi da mesa da luciana gimenez no restaurante da rua vitório na semana passada: “mas Araújo, esse soufflé de chocolate belga é bom mesmo? É que eu só gosto de chocolate importado.”


  20. Concordo com muitos! Mas infelizmente tive sempre experiências ruins no Zena, Brasil à Gosto e Dalva e Dito… E olha que já devo ter ido umas dez vezes em cada, pois moro ao lado. Eu acrescentaria o Piselli!
    Bjs

  21. alhos Says:

    Fábio,
    tudo bem?
    Não sei se tenho um preferido. Gosto muito do raviolini de pato e do rim. Outro que adoro é o peito de pato com gnocchi de ameixa.
    Ah, ela tem razão: é sempre bom verificar qual a nacionalidade do chocolate belga. rs
    Abraços!

    Patricia,
    tudo bem?
    Gosto do Piselli, que infelizmente frequento pouco.
    Uma pena, as experiências ruins nos três. Me sinto muito à vontade no Zena e gosto bastante da comida do D&D e do Brasil a gosto. Minha única ressalva, no caso do Brasil a gosto, está nos preços, que subiram demais.
    Abraços!

  22. 2byfood Says:

    Se não há 20 em São Paulo, imagina em Belo Horizonte… Aqui não deve haver 5.

  23. daniel.gustavo Says:

    como bem e tenho vontade de voltar ao mocotó, beco do bartô, izakaya issa, kidoairaku, dona onça, sendai, epice, marcel, tordesilhas, aizomê, picchi, ritz, piselli, obá, sal, ak e dalva e dito.

    grande abraço

  24. alhos Says:

    Daniel,
    tudo bem?
    Bela lista!
    Abraços!

  25. Renato Says:

    Alhos,

    O Epice é sensacional. Excelente dica. Fui e voltei variando todos os pratos (repetindo apenas o indispensável couvert, é claro) e já planejo a terceira ida.

    O atendimento também é muito bom.

    Abraço,
    Renato

  26. alhos Says:

    Renato,
    tudo bem?
    Desculpe-me a demora na resposta…
    O Epice é a grande (e boa) novidade que temos por aqui. Torçamos para que a casa siga seu rumo e se torne um dos grandes restaurantes da cidade. Tem tudo para isso.
    Abraços!

  27. Marcelo Yamamoto Says:

    Sem pensar, incluo sem, dúvidas, o Ayzomê e o Maní, fácil nessa lista.

  28. alhos Says:

    Marcelo,
    tudo bem?
    Gosto dos dois. Em ambos fiz refeições excelentes, mas também em ambos tive refeições ruins, além de problemas sérios com o serviço.
    Por isso eles não entraram em minha lista.
    Abraços!

  29. Pedro Says:

    Alhos,
    Comemoração de aniversário de casamento: Emiliano, Marcel ou Gero?
    Olha a responsa, hein? rs…
    Abraço

  30. alhos Says:

    Pedro,
    tudo bem?
    Muita responsabilidade.
    Os três são ótimos. O Gero é o mais bonito, mas, em se tratando de uma comemoração, tenderia a preferir um restaurante onde pudesse levar o vinho. E Marcel e Emiliano não cobram rolha.
    Por gosto, gosto, eu iria ao Marcel.
    Mas acho que terá uma ótima refeição em qualquer deles.
    Abraços e parabéns!

  31. Pedro Says:

    Alhos,
    Acabamos indo ao Emiliano pelo menu degustação (era sábado). Foi tudo muito bom, digno da comemoração.
    Obrigado pelas dicas sempre precisas.
    Abraços
    Pedro

  32. alhos Says:

    Pedro,
    obrigado pelo retorno.
    Ótimo que tenha dado certo. E parabéns, claro.
    Abraços!

  33. Marcelo Says:

    Acho interessante a discussão a respeito do Due Cuocchi. É fácil entender porque alguns tem ótimas recordações e outros péssimas.

    Quando abriu, o Due Cuocchi foi um sopro de renovação. Um italiano despretensioso, com um cardápio criativo sem ser super moderno (coisa que eu acho muito chata), execução competentíssima, cuidada por um chefe sempre presente e preços muito razoáveis. Enfim, receita de sucesso absoluto. Durante um tempo esteve, na minha opinião, muito a frente de seus concorrentes diretos.

    Pois é. Esse sucesso subiu a cabeça. A qualidade caiu, os preços subiram e o restaurante passou a se manter do burburinho. Acredito que seja por isso que o simples ato de fazer uma reserva lá seja tão esquisito. O cliente é tratado com um certo desdém e muitas vezes a chegar ao restaurante “lotado”, encontra as mesas vazias (prática que também ocorre no Les Marais). Já me disseram que isso faz parte do marketing deles.

    Na minha opinião, virou restaurante de turista.

  34. alhos Says:

    Marcelo,
    tudo bem?
    Desculpe-me, por favor, a demora na liberação do comentário. Não recebi a mensagem de que ele aguardava moderação e só agora o li.
    Concordo integralmente com sua avaliação. Com a única diferença de que nunca (e acho que é azar mesmo) fiz uma refeição sem problemas lá.
    Felizmente, hoje o panorama paulistano é muito mais amplo no que se refere a restaurantes italianos de boa qualidade.
    Abraços!

  35. Felipe Says:

    Alhos, fico sempre na expectativa de novos comentarios…. Fica aqui uma sugestao bastante interessante: girarrosto
    Abc

  36. alhos Says:

    Felipe,
    tudo bem?
    Obrigado.
    Já fui ao Girarrosto, mas ainda não me animei a escrever sobre a comida de lá.
    Quem sabe em breve?
    Abraços!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: