Imagine

17/03/2012

 

Imagine que, numa bela manhã de março, você se prepare para jantar num dos melhores restaurantes de São Paulo e fazer uma degustação que provavelmente será memorável.

 

Imagine que, às onze em ponto dessa manhã, um amigo —iniciais A.B.— o convide para almoçar no restaurante que serve o melhor almoço executivo da cidade. Você aceita, obviamente.

 

Imagine que, ao chegar ao restaurante para almoçar com o amigo, você descubra que não comerão o executivo, mas um menu especial de quatro tempos e muitos miúdos.

 

Imagine, então, que o primeiro prato é nada mais nada menos que fígado de tamboril. Sim, o fígado mais delicioso do mar, preparado com delicadeza, servido com suave consonmé. Diálogo lindo, sabores suaves e definitivos.

 

Imagine que o segundo prato é uma das mais deliciosas lasanhas que já comeu na vida: recheada com cabeça de porco e acompanhada de pedaço de porco preto.

 

Imagine.

 

E não pare mais de imaginar, leitor, até o final do texto, porque chegou à mesa um prato de rim de vitela com feijõezinhos, mostarda e couve. Separadamente são bons; reunidos numa só garfada, é extraordinário.

 

Como se não bastasse, ainda vem uma ótima sela de cordeiro com purê de batatas e verduras e a torta de chocolate mais saborosa do hemisfério sul, com sorvete artesanal de doce de leite e pitada de flor de sal.

 

Depois de um almoço desses, é óbvio que a alegria é imensa: imagine a tarde que passei.

 

E quase não dava para imaginar que ainda faltava o jantar.

 

Ele começou com abacate tratado e apresentado como foie gras sobre mini arroz e cercado de mini cogumelos: era maxi suave, maxi marcante. Derretia e se espalhava pela boca.

 

Na sequência, um passeio pelas águas iniciado por vieiras rapidamente tostadas com maçã verde e creme incisivo de limão.

 

Imagine que em seguida chegou à mesa uma comida que se mexia: lascas de bacalhau com maionese de bacalhau, pupunha e bonito seco. O melhor prato da noite.

 

Pelo menos até a chegada do prato seguinte: namorado à meunière —meunière de verdade, e as alcaparras vinham na forma de pipocas. Mudei de ideia e cheguei à conclusão de que este, sim, era o melhor da noite.

 

Um petisco delicioso —torrada com manteiga de anchova— antecedeu o sempre bom camarão com açafrão e tagliatelle de cenoura. E o entrecôte grelhado também estava ótimo, no ponto exato, com manteiga de alecrim, cebolas assadas, cogumelos e dois tubérculos: purê de mandioquinha e chips de inhame.

 

Uma fatia de grana padano, um sorvete delicioso de lichia e um já clássico da casa: suflê de cupuaçu.

 

Faço o balanço de tanta imaginação —vivida passo a passo, como ocorre com as boas imaginações— e concluo com facilidade: foi um dia e tanto.

 

Um dia em que comi a comida de dois dos melhores e mais criativos chefs de São Paulo. Dia em comi em dois dos restaurantes de melhor comida e melhor custo benefício da cidade.

 

Imagino que nem precise dar nomes.

 

Mas não custa.

 

O almoço foi no Epice, de Alberto Landgraf.

 

O jantar foi no Marcel, de Raphael Despirite.

 

E acho improvável que eu volte a ter um dia assim. Nem na imaginação.

 

 

 

Epice

Rua Haddock Lobo, 1002, Jardins, SP

tel. 11 3062 0866

 

 

Marcel

Rua da Consolação, 3555, Jardins, SP

tel. 11 3064 3089

 

 

15 Respostas to “Imagine”

  1. Dalmo Says:

    Caro Alhos,

    Imagino, imagino um dia desfrutar.

    E enquanto continuo a imaginar me delicio com seus textos e relatos.

    Abraços.
    Dalmo

  2. Renato Says:

    Alhos, você falou e disse. Realmente, são dois dos melhores restaurantes da cidade em um quesito que você utiliza muito: o quesito “eu gosto”.

    No Epice, foi menu degustação?

    Abraço,
    Renato

  3. alhos Says:

    Dalmo,
    obrigado.
    Quando puder, venha.
    Abraços!

    Renato,
    ambos estão na minha lista top-5.
    Não era o menu degustação. Não sei se o Epice já o está servindo. Recentemente soube que estava em fase de testes.
    O que aconteceu ontem foi algo singular. Meu amigo havia combinado um jantar para a noite anterior, com outras duas pessoas, e foi para esse jantar que o chef planejou tal menu. Um problema de última hora impediu que eles fossem. Meu amigo, então, perguntou se seria possível servir o menu no almoço do dia seguinte.
    Para mim, que entrei de gaiato na história, foi uma sorte imensa.
    Abraços!

  4. Fábio Says:

    haha estou rindo aqui sozinho, pois acabei de enviar um email ao Bronza, com a seguinte pergunta:
    “O que o senhor e o sr. Alhos acharam sobre os pratos do almoço?” (pois achei que você não ia escrever sobre o assunto).

    por que eu não fui cumprimentá-lo? E de novo? Se estava na dúvida, agora deve ter a certeza de que sou um mal-educado! Bom, dessa vez eu juro que nem tinha percebido. Só na hora que eu estava subindo para a cozinha falar com o Alberto que eu reparei. Quando desci, os srs. já haviam saído.

    quanta coincidência ultimamente!

    sobre os pratos, algumas constatações: porco preto realmente tem um gosto diferente (num bom sentido). Rim de cordeiro consegue, de alguma forma, ficar doce. Sela de cordeiro (acho que só comi esse corte delicioso em terras estrangeiras), nas mãos certas, pode ser fabulosa. Para mim, o melhor do dia, até porque me trouxe à memória viagens passadas a terra de Napoleão. Hoje, o Epice é o meu restaurante favorito da cidade, sem dúvidas.

    sempre bom almoçar bem!

    abs.

    *** obviamente, não publique! ***

  5. alhos Says:

    Fábio,
    tudo bem?
    Ora, claro que publico.
    E, ao ler seu comentário, me lembrei da hora em que Bronza se levantou da mesa e me disse que iria cumprimentar o Fábio… Obviamente não associei ao Fábio dos comentários no blog.
    Mas que coisa…
    E acrescento uma observação: fígado de tamboril tem um dos melhores amargos adocicados.
    O Dalva & Dito servia sela de cordeiro logo no início. Consta que era muito boa, mas não cheguei a provar.
    Da próxima vez… Ah, nem vou falar.
    Abraços!

  6. Fábio Says:

    a sua grande sorte foi eu ter ficado na dúvida em responder ao Bronza tarde da noite, já que não queria acordá-lo!
    portanto, o sr. me deve um almoço espetacular rsrs!🙂

    abs.

  7. Ricardo Bastos Says:

    Oi, Alhos!

    Parabéns pelo blog!
    Acho incrível um blog gastronômico ser bom sem ter fotos…

    uma pergunta: qt custa o degustação do Marcel?

    abraço

  8. alhos Says:

    Fábio,
    tudo bem?
    Era com você, então? hahaha
    Abraços!

    Ricardo,
    obrigado.
    Sempre acho que uma palavra vale mais do que mil imagens. rs
    A degustação do Marcel custa 138 honestíssimos reais.
    Abraços!


  9. O Marcel é o melhor restaurante de São Paulo no que se propôe. Não tem pra ninguém. O Despirite é um menino espevitado que não se rende fácil ao culinarismo besta que anda assolando a terrinha!

  10. NIlo Jóia Says:

    Cara, engordei 1,5 quilo só de ler o post!

    Uma vez almocei no Tappo, com a famiglia, e jantei no Epice, com a mulher e amigos. O mais engraçado é que no almoço e no jantar, o mesmo casal (100% desconhecido) sentou-se na mesa ao lado…

    Abraços – e boa digestão!

  11. alhos Says:

    Claudio,
    tudo bem?
    Verdade. Despirite é dos melhores profissionais que atuam em São Paulo.
    Abraços!

    Nilo,
    um daqueles belos dias.
    Certa vez, nos idos de 2009, aconteceu algo semelhante conosco: jantamos no Hamatyo e, dia seguinte, almoçamos no Casserole. Ao lado, no balcão e na mesa, o mesmo senhor. Das coincidências.
    Abraços!


  12. Adoro o Marcel, e este cardápio parece arrasador – no bom sentido. Forte abraço.

  13. alhos Says:

    Wair,
    tudo bem?
    Está muito bom mesmo.
    Abraços!

  14. Fabio T Says:

    Fiquei com agua na boca!
    Hoje li no jornal que o Epice passou a servir menudegustacao, tal qual voce citou num comentario acima.
    Espero que seja bom!
    Parabens pelos textos.
    Abc,
    Fabio

  15. alhos Says:

    Fabio,
    tudo bem?
    Obrigado.
    Também li a notícia. Deve ser muito bom.
    Abraços!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: