Cadê a Julia?

04/10/2008

O Julia Cocina virou Julia Gastronomia. Isso já faz uns meses.

Curioso é que não tem mulher na equipe do Julia Gastronomia. Não podiam arranjar alguma Julia?

De qualquer forma, a casa se mantém estável.

O couvert é simples e gostoso, com seus quatro tipos de pão (sobretudo, o de milho), azeite, requeijão temperado e cristais de sal.

O forno de barro é uma atração. E os pastéis assados nele. O de pato com shimeji é o melhor. Porque, nos outros, o queijo de cabra é encoberto pela berinjela e a erva-doce nocauteia a galinha d’angola.

Aliás, a Julia-sem-Julia adora erva-doce, que também venceu (por pontos) o segundo round com a galinha d’angola, agora no prato principal. Essa galinha é um dos hits da casa e a carne é boa mesmo. Vem com farofa de pão e castanha, que podia ser mais crocante. E com berinjela (olha ela aí de novo, gente!) coberta por tomate.

O confit de pato com batata, shitake, endívia e pesto de figo parece misturado demais no cardápio. E é mesmo. O pato estava correto. A batata, idem. O shitake e o pesto de figo, inexpressivos. E as coisas não dialogavam lá muito bem. Mas valeu pela curiosidade de um prato que tem de tudo: carne, tubérculo, fungo, verdura e fruta. Por que não um grão?

Para a sobremesa, o garçom recomendou o bolo de chocolate com sorvete de maracujá. Dica boa. Principalmente pelo sorvete, feito na casa.

A torta de cupuaçu com queijo de cabra repetiu os problemas das entradas e dos pratos principais. Faltou equilíbrio e o queijo venceu, fácil, fácil. E o diálogo com o creme de goiaba que vem junto (não indicado no cardápio) também não aconteceu.

Uma taça de vinho de sobremesa acompanha a torta e cai bem, principalmente se você não pode beber porque tem medo de ser preso na volta para casa.

Café Pessegueiro, tirado com precisão, mas torrado demais.

Gostoso, o ambiente. Atento, gentil e simpático, o serviço. Nenhuma Julia. Será que se arranjassem alguma, superariam o desequilíbrio e a falta de diálogo?

O preço: 200 reais, um casal, à base de água. Está na média do que se cobra por aí. Alto, porque os restaurantes de São Paulo enlouqueceram.

Julia Gastronomia

Rua Araçari, 200, Itaim, SP

tel. (11) 3071 1377

Como chegar lá (Guia 4 Cantos): Julia Gastronomia

2 Respostas to “Cadê a Julia?”

  1. Demian Says:

    Dizem que a Julia é homenagem a Julia Child. Mas no cardápio não há tampouco nenhum acento francês… Mistério

  2. alhos & passas Says:

    Demian,
    obrigado pelo comentário.
    O nome foi herdado do Julia Cocina…
    Abraços!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: