Archive for the 'pasquale' Category

Mistérios paulistanos – parte I

08/09/2008

É sempre um tanto misterioso o que faz alguns restaurantes bons falirem e outro, medíocres ou ruins, permanecerem. Em alguns casos, com fama e casa lotada.

Me lembro com saudade e um aperto no coração dos jantares (tantos, meu Deus!) que fiz no restaurante da Cecilia, na rua Tinhorão. Comida muito boa, preços excelentes, atendimento fabuloso. E o restaurante estava sempre vazio, até que fechou.

Em compensação, o Pasquale tem fila na porta. Alguém me explica por quê?

Os antepastos do Pasquale até que são bons. As alcachofrinhas e a caponata, principalmente. Mas o preço é alto. O que justifica, porém, uma casa de massas que praticamente só serve grano duro?

Que oferece um orecchiete com ragu de cordeiro (uma das estrelas do cardápio) sem gosto de cordeiro e com um tempero fortíssimo, que inclui pele de tomate e encobre todo o resto.

Ok, a massa vem quase sempre no ponto. Não é aquela coisa molenga. Mas isso é obrigação – mesmo que a maior parte das “cantinas” paulistanas não a cumpra.

O penne caprese – para usar outro exemplo – traz uma brutal quantidade de alho (amassado). Tem a vantagem de afastar os vampiros da noite paulistana, claro. Difícil é sentir o gosto da massa e dos demais ingredientes.

As sobremesas são razoáveis – só razoáveis. Um pequeno destaque para o conjunto de sorvetes limão siciliano/tiramisù/tangerina. Só.

Nada que justifique a fila, o valor da conta (não, não é tão barato quanto se propala), o serviço incrivelmente desatento e as regras para ocupação de mesas que são, no mínimo, deselegantes (por exemplo: três pessoas não podem se sentar numa mesa dupla, mesmo que haja lugar disponível).

Mistérios da vida, afinal.

Pasquale

Rua Amália de Noronha, 167, Pinheiros, SP

tel. (11) 3081 0333

Como chegar lá (Guia 4 Cantos): Pasquale

Anúncios