Preciso cumprir a promessa

13/11/2008

O croissant da Deli Paris, na rua Harmonia, Vila Madalena, deve estar entre os melhores de São Paulo.

Mas o serviço da Deli Paris, na rua Harmonia, Vila Madalena, certamente é um dos piores da cidade. Talvez o pior.

Conto nos dedos as vezes em que fui lá (dezenas!) e não saí irritado. As vezes em que, ao sair, disse para mim mesmo que não voltaria nunca mais.

Infiel às promessas, volto – e tenho novo dissabor.

Volto porque gosto do croissant. E porque fica no exato meio do caminho entre a escola de minha filha e meu trabalho. Ótimo lugar para um café da manhã.

Só que o café azeda quando tenho que esperar (muito) para ser atendido.

Quando o pedido vem errado ou quando o banheiro está (muito) sujo às 8 da manhã (por quê?).

Quando o atendente é grosseiro ou (muito) distraído ou quando a caixa tenta (de todas as maneiras) não emitir a nota paulista.

Quando o cachorro da mesa vizinha (cujo usuário parece amigo íntimo do garçom) bate o rabo na minha perna. Adoro cachorros, mas não quero um grudado em mim enquanto como. Nem o meu, que está deitado ao meu lado agora (afinal, estou escrevendo, não comendo).

Quando informam erradamente o preço do bufê de café da manhã para criança e você só descobre o correto (que é o dobro) na hora de pagar – e ainda tem que ouvir que a garçonete já tinha se dado conta do erro, mas não foi avisar na mesa para “não atrapalhar” a refeição…

Pois é, ontem descumpri de novo minha promessa e fui tomar meu cappuccino-com-croissant lá.

Mesa imunda. Passei um guardanapo e ele saiu cinza. Fiz meu pedido para o garçom sem uniforme e disfarçado de mano (moletom largo e caído, calça abaixo da linha da cintura, lenço que emulava o gorro).

Chegou o cappuccino, antes da toalha de papel. Pedi a toalha e ela até que não demorou. Claro que eu mesmo tive que arrumá-la.

E o croissant? Esse não chegava. Passou um minuto, passaram dois, passaram dez. Não adiantou repetir o pedido uma, duas, três vezes. O cappuccino, na minha frente, gelava, até se tornar um bom refresco, que não toquei.

Cansei, me levantei e fui embora. Na saída, parei um minuto e relatei o episódio para o chef, que, sortudo, tomava seu café da manhã. Para ele, tudo tinha chegado. Elogiei o croissant (pela lembrança que tinha dele) e reclamei de todo o resto. Prometi a ele que não volto mais.

Vamos ver se agora cumpro.

4 Respostas to “Preciso cumprir a promessa”

  1. Sabrina Says:

    Eu e meu marido fomos ao Deli Paris neste final de semana e foi um desastre total: péssimo atendimento, os pães do buffet de café da manhã duros, os croissants velhos, os ovos mexidos gelados, café com leite morno, frutas cobertas de mosquitos… Na saída, conversei com a moça que se dizia gerente, cuja resposta foi “estaremos verificando o que está acontecendo”. Conclusão: pagamos R$ 65,00, fomos mau atendidos e não conseguimos comer praticamente nada. Fujam de lá.

  2. alhos Says:

    Sabrina,
    tudo bem?
    Mas o croissant de lá já foi muito bom. Tomara que um dia recuperem a casa.
    Abraços!


  3. Eu realmente não sei pq esse lugar tem fama de ser bom. O pior café da manhã que já tomei. Tudo exatamente igual ao que a Sabrina relatou acima. Péssimo. Não volto.

  4. alhos Says:

    Priscila,
    tudo bem?
    Há coisas incompreensíveis no panorama das comidas paulistanas… Uma pena.
    Abraços!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: